Sonorização de igreja: como fazer com qualidade

18 de fevereiro de 2021 por na categoria Áudio com 0 e 0
Home > Blog > Áudio > Sonorização de igreja: como fazer com qualidade

Fazer a sonorização de igreja é um desafio enorme. Como esse espaço é amplo, há muita reverberação por ali.

Nos momentos em que a igreja está cheia de pessoas, elas servem como uma “barreira” para a propagação do som, evitando a formação de eco. Mas pode ser que em um ou outro dia haja poucas pessoas na igreja, e isso afete a qualidade do som porque não tem a “barreira”, e assim acontece o eco.

Felizmente, há como ter um som de qualidade na igreja adotando algumas medidas simples. E aqui te mostraremos algumas dessas soluções.

 

Conhecimento antes de tudo

Sabemos que em muitas igrejas, os próprios membros acabam cuidando da sonorização. Isso é algo que não devemos discutir aqui, mas o crucial é que essa pessoa adquira conhecimento, ao menos básico, sobre sonorização.

É importante entender sobre mesas de som, cabos, caixas de som e como ligar devidamente e operar tais equipamentos.

Sem isso, então será muito difícil ter uma qualidade de áudio boa e conseguir transmitir a mensagem no culto de modo inteligível. Afinal de contas, o ponto principal ali é a fala, a pregação, logo, é crucial que o interlocutor se faça compreensível pelos fiéis.

 

A infraestrutura básica na sonorização de igreja

Um sistema de som para igrejas é composto por: microfone, mesa de som, cabos de áudio, amplificador e caixas acústicas.

Mas além de haver esses equipamentos, é importante que eles tenham uma boa qualidade. E quando falamos em ter qualidade, nos referimos a todos eles. E também é preciso pensar na conservação dos equipamentos, para evitar perdas na qualidade do com e também de desperdícios financeiros. Sobre isso, veja um artigo que explica como conservar cabos de áudio.

Não adianta ter um bom microfone se suas caixas acústicas são ruins, pois elas não reproduzirão com fidelidade o som captado pelo microfone, por exemplo. Do mesmo modo, ter bons microfones mas não ter também bons cabos se torna um problema.

 

Analisando as necessidades (e possibilidades) da igreja

Mesmo antes de sair comprando equipamentos, é importante uma análise e planejamento.

Comece analisando o tamanho do templo, pois é a partir disso que você saberá quais caixas e amplificadores serão ideais, entre outras coisas.

Saiba também sobre o pé direito, pois isso te ajudará a trabalhar melhor a acústica ali. Mas além de selecionar os equipamentos de acordo com dimensões e altura do espaço, também é crucial descobrir o melhor posicionamento para eles.

O ideal é contar com uma empresa especializada que realize esse projeto para a sonorização de igreja. Pois tem a expertise para projetar algo que extraia o melhor dos equipamentos.

 

Tratamento acústico

Um ponto fundamental aqui é o tratamento acústico nas igrejas.

Como se trata de um espaço amplo, o principal problema nele é o excesso de reverberação. Mas existem algumas medidas para atenuar isso, tais como:

– O uso de cortinas (especialmente se forem cortinas de tecido mais grosso);

– Usar absorvedores acústicos em pontos estratégicos, pois ajudam a reduzir a reverberação;

– Fazer também uso de piso acústico (piso elevado).

 

Instalação: cuidados essenciais

Outro ponto que algumas igrejas se esquecem é quanto à instalação do sistema. Aqui é fundamental que o sistema sonoro esteja distante do elétrico a fim de evitar problemas.

Mas isso é algo que deve ser feito por um profissional, pois ele avaliará as necessidades da igreja e proporá as melhores soluções de acordo também com seu orçamento.

Esse profissional tem todos os equipamentos necessários para medições do som e identificação da propagação dele. Com isso, ele consegue realizar os ajustes necessários e, ainda, direcionar bem os recursos que a igreja possui para o sistema de sonorização.

 

Altura e direcionamento das caixas

É importante prestar atenção ao posicionamento das caixas de som no ambiente da igreja. Elas precisam estar viradas para o público, pois assim chega um som mais nítido e com qualidade até ele.

Outro ponto a tocar aqui é sobre a colocação de caixas no alto do pé direito. E aqui há um problema: isso faz com que o som perca propriedades importantes, ou seja, que ele perca frequências essenciais para se passar um som inteligível e, claro, agradável.

Gostou dessas dicas? Então acesse o Blog da Sparflex e veja muito mais conteúdo para te ajudar com a sonorização de igreja e outros temas relacionados a áudio de qualidade. Nos vemos por lá!

Adicionar comentário

© 2017 Todos os direitos reservados - SPARFLEX - Fios e Cabos Especiais ~ Desenvolvido por Toulouse Comunicação