Os pedais de guitarra mais comuns

30 de julho de 2020 por na categoria Áudio com 0 e 0
Home > Blog > Áudio > Os pedais de guitarra mais comuns

Os pedais de guitarra são equipamentos com muitas variedades.

Também conhecidos como pedais de efeito, eles servem para basicamente alterar o som do instrumento e, assim, proporcionar timbres distintos, de acordo com o que o guitarrista deseja para uma música.

E existem pedais dos mais variados tipos: reverb, delay, chorus, drive e muitos outros tipos. Hoje aqui iremos apresentar para você os principais pedais de guitarra e suas características.

 

Pedal de Distorção

Um dos mais populares (se não o mais) é o pedal de distorção. Ele distorce o som da guitarra, deixando-o mais “rasgado” e com um sustain mais longo. Esse é o tipo de pedal que guitarristas de heavy metal ou hard rock costumam usar.

Há guitarristas que usam esse tipo de pedal quando querem obter ganho num determinado nível de volume.

 

Pedal de Drive

Alguns acabam confundindo o pedal de drive com o de distorção. Mas a diferença é que esse pedal de guitarra aqui (que é classificado como um pedal de ganho) é usado quando se deseja simular o som obtido através de um amplificador de guitarra valvulado, onde se tem uma saturação perfeita para tocar estilos como rock e blues, por exemplo.

É importante dizer que você pode fazer uso de mais de um pedal ao mesmo tempo. Para isso a gente fez um artigo explicando sobre um sistema para ligar diversos pedais de guitarra. Vale a pena dar uma conferida.

 

Pedal de Fuzz

O pedal de fuzz pode ser descrito como um clássico, ganhando popularidade nas mãos de guitarristas como Jimi Hendrix.

Esse pedal tem um objetivo similar ao do pedal de drive: ele tenta simular um amplificador valvulado. Só que a diferença aqui é que o som obtido possui mais corpo e ele é um pouco mais “sujo” do que o som de um pedal de drive.

 

Pedal de Delay

O pedal de delay serve para variados estilos musicais. Ele possibilita vários tipos de sons, isso se você souber bem como ele funciona e como tirar o máximo proveito de seus recursos.

Esse pedal proporciona um efeito de “eco”, no entanto a explicação mais ideal seria falar que ele gera atrasos no som que podem gerar uma ambiência ou deixar o som mais “cheio”. Tudo dependerá da configuração do tempo (a distância entre um som e outro) e a quantidade de vezes que o som se repete.

 

Pedal de Chorus

O chorus é um tipo de pedal de modulação, ele serve para dar um gostinho a mais no seu som, ajudando a preencher os espaços que parecem vazios.

Esse pedal proporciona um som que faz parecer que você está tocando guitarra “embaixo da água”.

O pedal de chorus funciona basicamente assim: o som original da sua guitarra é dobrado e esse segundo som é transmitido com um leve atraso.

 

Pedal Octave

Esse é um dos pedais de guitarra também bastante utilizados. O que ele faz é aumentar ou diminuir o som do seu instrumento em uma ou mais oitavas. Sabendo como usá-lo bem, ele pode ajudar a preencher seu som de modo bastante interessante.

Ele também é conhecido como “pedal oitavador”. Em suma, usando esse pedal, vai parecer que há duas guitarras tocando a mesma melodia, só que em oitavas diferentes: enquanto uma toca um som mais grave, a outra toca um som mais agudo, por exemplo.

 

Gostou desse artigo? No blog da Sparflex você encontra muito mais dicas de áudio, equipamentos, etc. Nos vemos por lá!

Adicionar comentário

© 2017 Todos os direitos reservados - SPARFLEX - Fios e Cabos Especiais ~ Desenvolvido por Toulouse Comunicação