Condutores elétricos: tipos e características

19 de agosto de 2021 por na categoria Institucional com 0 e 0
Home > Blog > Institucional > Condutores elétricos: tipos e características

Os condutores elétricos são materiais essenciais em instalações elétricas, por isso, muito úteis em diversos momentos. Para saber mais a seu respeito, como os seus tipos e características, continue lendo este artigo e confira as informações presentes nos tópicos a seguir.

  • O que são os condutores elétricos
  • Principais tipos de condutores elétricos
  • Utilidade dos condutores elétricos

 

O que são os condutores elétricos

Condutores elétricos são componentes que possuem baixa resistência elétrica, sendo que essa característica permite a passagem da corrente elétrica por eles com facilidade. Isso acontece porque os elétrons livres têm uma ligação bem fraca com o núcleo atômico na sua estrutura.

Dessa maneira, se torna fácil para os elétrons se espalharem e se moverem de modo desordenado. Além disso, ao aplicar uma diferença de potencial, ou seja, uma tensão elétrica, o movimento dos elétrons é impulsionado, tornando o seu movimento ordenado.

O resultado é uma corrente elétrica que se move ao longo do condutor.

 

Principais tipos de condutores elétricos

Existem três tipos de condutores elétricos, veja a seguir quais são eles e suas principais diferenças.

  • Condutores Sólidos

São chamados ainda de condutores metálicos e se caracterizam pela presença de elétrons livres em sua estrutura, os quais não contam com uma conexão forte com o núcleo. Por consequência, ocorre uma condução de energia rápida, uma vez que os metais doam elétrons de maneira fácil.

Exemplos são o cobre, amplamente usados nos cabos da rede pública de energia elétrica, o alumínio, que tem se tornado mais comum devido ao seu bom custo-benefício, e o ouro, encontrado em componentes eletrônicos, como placas de memória de computador.

Lítio, prata, chumbo, magnésio, entre outros, são os demais exemplos de condutores elétricos.

  • Condutores Líquidos

São denominados também de condutores eletrolíticos e produzem corrente elétrica quando os íons positivos (ou cátions) e os íons negativos (ou ânions) se deslocam por sentidos contrários. O resultado é uma dissolução iônica.

Cálcio, sódio e potássio, além de outros, são exemplos de condutores elétricos, em geral, usados na galvanização industrial.

  • Condutores Gasosos

Os mais conhecidos como condutores de terceira classe, ou de terceira categoria, possuem como portadores de cargas os íons positivos (cátion) e os íons negativos (ânions). A produção de energia é a consequência da colisão desses elementos.

Exemplos desses tipos de condutores elétricos são os gases ionizados, como os utilizados nas lâmpadas fluorescentes.

 

Utilidade dos condutores elétricos 

Os condutores elétricos são principalmente conhecidos por transmitirem energia para residências e indústrias por meio de cabos, que devem ter diâmetro (seção) de acordo com a sua aplicação. Dessa maneira, quanto maiores forem, mais resistência oferecem, o que significa que suportam mais corrente elétrica.

Os cabos que conduzem eletricidade podem ser usados internamente, na tubulação de casas e prédios, ou podem ser externos, nesse caso, também são conhecidos pelo termo instalação aparente.

Esses cabos são encontrados ainda nos aparelhos eletrodomésticos, os quais possuem flechas destinadas a se conectarem na rede elétrica residencial.

Mais uma aplicação dos condutores elétricos é nos veículos automotivos. São eles os responsáveis por levarem a energia da bateria para os componentes, como faróis, piscas, buzina, alarme, luzes internas, rádio, painel, etc.

 

Saiba mais sobre sensores para produção industrial e sua importância.

 

Se você precisa de cabos para sua indústria, pode entrar em contato com a Sparflex, que tem produção 100% nacional, por um dos seguintes canais:

(11) 2535-8900

contato@sparflex.com.br

sparflex.com.br

Adicionar comentário

© 2017 Todos os direitos reservados - SPARFLEX - Fios e Cabos Especiais ~ Desenvolvido por Toulouse Comunicação