A música dos anos 60 mudou a cultura mundial

21 de maio de 2020 por na categoria Áudio com 0 e 0
Home > Blog > Áudio > A música dos anos 60 mudou a cultura mundial

Mesmo sendo os anos 80 a melhor época para a música, a música dos anos 60 também concedeu sua contribuição.

Nessa década tinha-se um cenário musical muito bem definido, foi a partir daí que surgiram muitas letras em forma de protesto, especialmente no tocante ao rock, novos estilos musicais entravam em cena, entre outros.

 

A música dos anos 60 no mundo

Os anos 60 foram marcados pela popularização do Rock and Roll com bandas como The Beatles e The Rolling Stones. Nessa época, também, a música era considerada pelos jovens como um ato político, por isso os influenciava tanto.

Um exemplo bem expressivo disso são as diversas músicas compostas em forma de protesto contra a Guerra do Vietnã. Até então, a música usada nesse sentido era algo proibido. E a indústria da música tentava a todo custo ocultar o comprometimento dos artistas ante a tais acontecimentos, ou seja, evitava-se misturar música com política ou causas sociais.

No entanto, isso não perdurou. Pois com a chegada do Rock em prol de causas, a música criava um novo trajeto. E tudo isso teve início na Guerra do Vietnã, conflito que foi de 1955 a 1975. No começo os artistas expressam-se timidamente, mas com o tempo, e sentindo-se mais livres para isso, os protestos em forma de música se tornaram mais fortes.

E ainda falando em músicos que usavam a música como forma de protesto, tivemos Bob Dylan com “Masters of War”, Simon & Garfunkel com “Scarborough Fair/Canticle”, entre tantos outros.

Mas tudo não se resumiu apenas à Guerra do Vietnã. A música dos anos 60 foi também empregada a outras causas e movimentos como as mudanças climáticas, a fome no mundo, o apartheid na África do Sul, o desastre em Bangladesh, etc.

Ainda, nos anos 60 acontece o Festival de Woodstock (também conhecido como “Woodstock Music & Art Fair”). Esse foi um famoso encontro de músicos que aconteceu entre 15 a 18 de agosto de 1969, nos meses finais dos anos 60, e que se tornou um ícone da cultura mundial.

 

A música dos anos 60 no Brasil

Em nosso país, claro, a música também passou por diferentes fases. Ao longo dos anos a cultura brasileira sofreu transformações e a partir de 1960 o país vivenciou uma série de metamorfoses. E parte disso teve influência com as mudanças também do cenário político.

Por aqui tínhamos, em 1965, Elis Regina inaugurando a MPB com a canção “Arrastão” composta por Vinícius de Moraes e Edu Lobo. E também Os Mutantes, revolucionando com o uso de guitarras elétricas.

Além disso, os festivais dos anos 60 se tornaram um divisor de águas. Durante o período de ditadura, que começou em 1964, os canais de TV Excelsior, Record e Globo passaram a exibir festivais de música que se tornaram muito populares. E muitos artistas aproveitaram a situação para expor suas músicas com letras de protestos, como foi o caso de Geraldo Vandré e sua canção Pra Não Dizer que Não Falei das Flores.

Foi durante os festivais que surgiu o tropicalismo, um dos mais importantes movimentos musicais no Brasil

E tanto aqui como em vários outros países, a música também acabou gerando influência na vestimenta. Um exemplo disso foram as calças jeans mais justas e com cintura baixa que chegam ao guarda-roupas masculino com o sucesso da banda The Beatles.

Ainda se tratando de vestimenta, no Brasil tivemos o movimento musical Jovem Guarda ajudando a ditar a moda da época.

 

Conclusão

Como podemos ver, a música dos anos 60 teve uma enorme importância tanto para o cenário musical quanto para a cultura em vários países, incluindo o Brasil.

E se você gostou desse artigo, confira mais no Blog da Sparflex. Nos vemos por lá!

Adicionar comentário

© 2017 Todos os direitos reservados - SPARFLEX - Fios e Cabos Especiais ~ Desenvolvido por Toulouse Comunicação