Chicotes elétricos automotivos: como funcionam?

14 de outubro de 2021 por na categoria Institucional com 0 e 0
Home > Blog > Institucional > Chicotes elétricos automotivos: como funcionam?

Você sabe o que é um chicote elétrico? Saiba que esse componente é de fundamental importância para a indústria automotiva.

E se você deseja entender melhor esse conceito, continue com a leitura deste artigo e aprenda tudo sobre chicotes elétricos automotivos e como funcionam. Para tanto, confira as informações presentes nos tópicos a seguir.

  • O que são os chicotes elétricos
  • Como eles são usados na indústria automotiva

 

O que são os chicotes elétricos

Os chicotes elétricos consistem em condutores energéticos, sendo amplamente utilizados em veículos. Nesse caso, eles têm a função de intercomunicar os diferentes sistemas que existem em um automóvel e, por consequência, promover a transmissão de dados entre os módulos eletrônicos.

Desse modo, os chicotes elétricos conseguem realizar a adequada distribuição de energia nos veículos. Para funcionar, esses componentes contam com diversos cabos e cada um tem o papel de gerenciar e distribuir uma parte da energia do automóvel.

Para ter uma ideia, hoje em dia, um carro popular costuma apresentar 400 cabos, enquanto isso, um modelo premium recebe 800 cabos. Isso ocorre porque um carro e outros veículos mais modernos costumam ter um número maior de equipamentos instalados.

Em outras palavras, quanto mais moderno o automóvel, mais chicotes elétricos ele deve possuir. Além disso, cada um desses componentes apresenta uma cor, que é definida de acordo com a sua montadora. Realizar essa diferenciação é essencial para que se consiga identificar a função de cada chicote.

 

Como eles são usados na indústria automotiva

Como já dito, os chicotes elétricos possuem um grande papel na indústria automotiva. Para entender melhor a sua relevância, é importante frisar que os veículos, ainda mais hoje em dia, possuem muita tecnologia envolvida no seu funcionamento.

E para que os veículos funcionem como o esperado, é preciso que todos os seus elementos atuem de maneira conjunta, sendo que os chicotes elétricos são os responsáveis pelos componentes trabalharem em sintonia.

Além disso, a bateria dos automóveis é outro elemento que está conectado às demais partes, uma vez que funciona como o seu coração, sendo responsável por fornecer a corrente elétrica para que tudo funcione de maneira apropriada, inclusive, o chicote elétrico.

Para a apropriada conexão da bateria com o chicote, existem fios ligados aos fusíveis, que locomovem a energia necessária. A espessura dos fios muda de acordo com a função que desempenham no veículo, sendo que eles, assim como os demais componentes, exigem uma manutenção regular.

Afinal, são diversos os problemas que podem acontecer. Entre as adversidades com os chicotes elétricos, é possível citar o fato dos seus cabos se desconectam. Também pode haver algo de errado com o cabo transmissor ou até mesmo os cabos quebrarem devido ao rompimento da sua película de plástico.

Os problemas podem ainda ser eletromagnéticos ou decorrerem da interferência causada por fios mal conectados ou cabos desencapados. O excesso de contato entre os fios é mais uma situação que merece atenção, pois provoca um desempenho abaixo do esperado dos dispositivos eletrônicos.

 

Aprenda também como organizar fios e cabos em sua indústria clicando aqui (https://www.sparflex.com.br/como-organizar-fios-e-cabos-em-sua-industria/).

 

Se você precisa de cabos para montar chicotes elétricos, pode conversar com a Sparflex, especialista em cabos especiais, pelos seguintes canais:

(11) 2535-8900

contato@sparflex.com.br

sparflex.com.br

Adicionar comentário

© 2017 Todos os direitos reservados - SPARFLEX - Fios e Cabos Especiais ~ Desenvolvido por Toulouse Comunicação