Os roqueiros que são um show à parte nos palcos

14 de setembro de 2017 por na categoria Áudio com 1 e 6
Home > Blog > Áudio > Os roqueiros que são um show à parte nos palcos

O site da Billboard fez uma lista com os 25 maiores roqueiros que possuem forte presença de palco, os frontmen e frontwomen, de todos os tempos do Rock and Roll.

Confira quais são os 25 nomes e depois deixe sua opinião!

 

25 – Jon Bon Jovi

Alguém consegue agitar uma plateia como Bon Jovi? O charme e o carisma de Jon fizeram dele um super-herói do Hard Rock desde meados dos anos 80. Hits como “Livin ‘on a Prayer” e “It’s My Life” só podem ser aproveitados por uma força maior do que a vida.

Jon Bon Jovi

 

24 – Steven Tyler

Os anos 70 estavam cheios de frontmen extravagantes no Rock e Tyler estava entre os mais animados. Claro que ele tinha os cabelos, os lenços e as drogas, mas o Demônio Gritante tem um estilo e substância imensos: Tyler tem uma faixa vocal de outro mundo e tratou a geração Y2K com sucessos como ” I Don’t Want to Miss a Thing ” quase quatro décadas depois de “Dream On”.

Steven Tyler

 

23 – Kathleen Hanna

Hanna não conseguiu o sucesso comercial da maioria dos artistas nesta lista, mas suas contribuições para o Rock – da banda de Punk Bikini Kill e além – não podem ser subestimadas. O movimento Riot Grrrl continua a derrubar o sexismo incorporado no Rock, e Hanna tem sido a voz mais proeminente associada a ele.

Kathleen Hanna

 

22 – Joe Strummer

O The Clash era o contraponto do Punk pensante para os destrutivos Sex Pistols, e eles puxaram essa personalidade em grande parte de seu líder carismático. The Clash tinha a mente aberta o suficiente para eventualmente abrir shows para o The Who, e mesmo assim, Strummer tentou se encontrar com todos os fãs que pudesse.

Joe Strummer

 

21 – Laura Jane Grace

Desde 1997, Grace liderou o Against Me!, arremessando ganchos punks e lutando contra a opressão, como poucos outros. Desde 2012, seu ativismo público como pessoa transgênero na música popular tem sido uma inspiração indispensável, continuando a espalhar os ganchos e o ativismo principalmente através do álbum Transgender Dysphoria Blues, de 2012.

Laura Jane Grace

 

20 – Debbie Harry

A presença de palco explosiva de Harry liderou uma banda que saltou do CBGB para a discoteca com a música “Rapture”. Eles gostavam de lembrar aos fãs que “Blondie” era o nome da banda, e não o dela, mas na verdade, o que teria sido da banda ou punk ou new wave sem Debbie?

Debbie Harry

 

19 – Bono

O U2 saiu do começo punk para o ápice do stadium rock na década de 1980 e além. Na linha de frente da banda, há um cantor que realmente acredita que pode mudar o mundo, através de seus numerosos esforços de caridade.

Bono

 

18 – Bob Dylan

Bob Dylan se apresentou no Newport Folk Festival de 1965 e mudou a música para sempre. Ao fazer da música popular uma aceitação para os rock-stars, ele levou a música em uma direção nova e ousada, onde ativismo e consciência eram comuns. Ele também provou que alguém sem vocais do outro mundo ainda poderia mover milhões.

Bob Dylan

 

17 – Axl Rose

Não há vergonha em perder o trono do Rock and Roll para Kurt Cobain, especialmente depois de anos nos oferecendo os vocais excepcionais para um clássico indomável como Appetite for Destruction. A devassidão de Axl faz parte da sabedoria de L.A.

Axl Rose

 

16 – Ozzy Osbourne

O frontman original do metal era uma personalidade tão polarizadora que ele basicamente teve que começar seu próprio gênero musical. À medida que Black Sabbath se aproxima de sua turnê de despedida com os três membros da sua formação original intacta, os metaleiros podem se alegrar com o seu Príncipe das Trevas ficando louco em uma última vez.

Ozzy Osbourne

 

15 – Robert Plant

O lendário líder do Led Zeppelin tinha o pacote completo: uma enorme faixa vocal, cabelos cacheados de rock-star e muito magnetismo. No início um letrista relutante, Plant assumiu as funções de compositor entre o primeiro e o segundo disco da banda, quando assumiram o misticismo e a grandeza que só ele poderia oferecer.

 

14 – Joni Mitchell

Mitchell personifica o sonho do cantor e compositor novato, movendo-se de uma pequena cidade canadense e atingindo a América com tudo. Sua música emocionante e pessoal foi inspiradora em si mesma, mas também importante, forçou a indústria a reconhecer as mulheres como forças independentes de composição de musicas nos anos 60.

Joni Mitchell

 

13 – Jim Morrison

No apogeu do The Doors nos anos 60, Morrison ultrapassou os limites do lirismo do rock e se transformou em uma lenda viva. Voz de barítono, personalidade torturada e sim, calças de couro – Morrison ajudou a definir o personagem de estrela do rock dos anos seguintes.

Jim Morrison

 

12 – Stevie Nicks

O Fleetwood Mac é um dos grupos mais lendários do Rock and Roll. Através dos seus discos atemporais e da turbulência, Nicks foi a sua presença mais memorável. Até hoje, as performances de Nicks com giros e rodopios com os clássicos do Mac como “Rhiannon” e “Dreams” ainda é uma experiência transcendente.

Stevie Nicks

 

11 – Kurt Cobain

Cobain nunca quis ser uma estrela do rock, mas ele é obrigatório para esta lista de qualquer maneira. O Nirvana foi mais responsável por levar o punk e o college rock ao mainstream no início dos anos 90, e – para melhor ou pior – o guitar music já estava ligado nele desde sempre.

Kurt Cobain

 

10 – Patti Smith

Começando com o seu histórico álbum Horses de 1975, Patti Smith empurrou o rock para um território literário intransigente, muitas vezes associado a atrozes performances ao vivo. Seja por sua música ou por seu aclamado livro de memórias de 2010, Just Kids, é uma inspiração assistir Smith no palco.

Patti Smith

 

9 – David Bowie

Ele incorporou uma aparência masculina e clean nos dias atuais, antes de sua morte, mas este é apenas um dos inúmeros personagens que ele internalizou dentro e fora de sua vida. De Ziggy Stardust, passando por disco music e a produção experimental de Brian Eno, Bowie manteve tudo em conjunto, tornando-o em um frontman no sentido mais verdadeiro.

David Bowie

 

8 – Chuck Berry

Por fundir country com blues, Berry é uma escolha óbvia. Ainda melhor, cada guitarrista que já fez um solo no palco ou usou passos extravagantes de danças (como todos os guitarristas fazem) tem uma enorme dívida com o pioneiro do Rock and Roll.

Chuck Berry

 

7 – Mick Jagger

Teríamos mesmo estrelas do rock sem Mick? No início dos anos 60, a alegria de Jagger trouxe um estilo e sensualidade para o rock que ele construiu durante décadas, de “Paint It Black” para “Start Me Up” e de “Get Off of My Cloud” para “Rescue Emocional”. Com mais de cinquenta anos nas costas, o Stones é “A” banda de Rock and Roll e Jagger, “O” frontman do Rock and Roll.

Mick Jagger

 

6 – Paul McCartney

É um privilégio para todos nós que Macca ainda faz turnês, tocando verdadeiras maratonas que abrangem seus clássicos dos Beatles, Wings e trabalho solo. Nós não temos certeza de como alguém consegue escrever “I’ve Just Seen a Face” e “For Benefit of Mr. Kite” no período de dois anos, mas pelo menos você pode tentar descobrir pessoalmente.

Paul McCartney

 

5 – Janis Joplin

Janis Joplin era uma artista que compartilhava sua alma com o público e não deixava nada a esconder. A era psicodélica nunca teria sido a mesma sem ela, e qualquer um que viu “Piece of My Heart” ao vivo provavelmente atesta a tese. Se ela tivesse vivido mais do que seus 27 anos, sem dúvida teria continuado a romper terreno musical.

Janis Joplin

 

4 – Elvis Presley

A música foi alterada para sempre quando o futuro Rei do Rock lançou “Heartbreak Hotel” em 1956, quando a fusão do country com R&B estava em andamento. E ele não se chamava Elvis the Pelvis por nada: suas reboladas e cantaroladas passaram dos limites de como um cantor poderia atuar de forma sexy no palco.

Elvis Presley

 

3 – Jimi Hendrix

Hendrix abriu as portas para a técnica de guitarra experimental e foi uma das forças motrizes da revisão dramática do rock desde o início dos anos 60 até o final da década. Solando em “Voodoo Child” e cantando no Jimi Hendrix Experience? Sim, ele é um lendário frontman.

Jimi Hendrix

 

2 – Freddie Mercury

O Rock and Roll já teve um melhor showman do que Freddie Mercury? Além de liderar o Queen com sua faixa vocal de quatro oitavas, Mercury também foi um compositor talentoso. Os membros do Queen geralmente compartilhavam deveres, mas em clássicos como “Bohemian Rhapsody” e “We Are the Champions”, ele fez sua marca indispensável.

Freddie Mercury

 

1 – Bruce Springsteen

Bruce é o elo entre o folk, R&B dos anos 60, punk e, claro, Rock and Roll. Ele é o super-herói do homem comum e mesmo já tendo passado dos sessenta anos, seus shows ainda duram mais de três horas. Todos poderíamos aprender um pouco com Springsteen.

Bruce Springsteen

 

Para ler a matéria original, clique aqui

1 comentário

  • Míriam
    on 8 de março de 2018 Responder

    Esqueceram do Michael Hutchence???? Na minha opinião ele é muito melhor que o Bono…..

Adicionar comentário

© 2017 Todos os direitos reservados - SPARFLEX - Fios e Cabos Especiais ~ Desenvolvido por Toulouse Comunicação