Cabos para guitarra: mitos e verdades

28 de junho de 2018 por na categoria Áudio com 2 e 0
Home > Blog > Áudio > Cabos para guitarra: mitos e verdades

Assim como em outros assuntos da vida, tem momentos em que nos pegamos pensando se determinado assunto ou afirmação tem sentido real. E no caso de cabos de guitarra não é diferente. Aqui na Sparflex já conversamos com músicos que às vezes nos trazem alguns assuntos “misteriosos” sobre cabos. Na maioria das vezes temos a resposta na ponta da língua, mas em algumas ocasiões também ficamos pensando se o assunto é um mito ou uma verdade. Mas como a gente não gosta de ficar sem a resposta certa, fomos buscar com profissionais da área, na equipe da própria Sparflex, músicos, parceiros, etc, para aumentarmos ainda mais nosso conhecimento sobre os cabos para guitarra. E aqui você vai ver o que encontramos!

 

 

Todos os cabos de guitarra são iguais

Resposta: mito

 

 

 

Isso é o mesmo que falar que japonês é tudo igual! rsrsrs… Brincadeiras à parte, os cabos têm, sim, grandes diferenças, e para que seja um cabo bom, ele deve ser montado com matéria-prima de qualidade, com dimensões exatas de cada material, soldas e acabamentos perfeitos. Isso tudo garante que, na hora de tocar, o sinal da sua guitarra saia puro, sem interferências e sem estragar o timbre.

 

Já no caso de um cabo de baixa qualidade, os pontos citados acima podem não ser observados, causando diversos problemas, como distorção, zunidos, perda de sinal e quebra dos materiais do cabo.

 

 

 

Tirar o plug da guitarra com o amplificador ligado pode danificar o equipamento

 

Resposta: mito

 

 

 

Claro que aqui sempre vale um cuidado geral para qualquer equipamento elétrico: é melhor plugar e desplugar cabos com equipamentos desligados. Mas o consenso geral é que, no caso de um instrumento musical e o amplificador, o que acontece é aquele ruído terrível, que aí sim pode ser que danifique a caixa de som!

 

 

 

Cabos de qualidade duram mais tempo

 

Resposta: verdade

 

Já ouvimos alguns comentários de que a duração dos cabos depende dos cuidados que os músicos têm com eles. Sim, isso é verdade, mas também temos aqui a questão da qualidade dos materiais e da forma com que o cabo foi montado. Às vezes o cabo sofre uma grande exaustão, como em um show onde o guitarrista faz um solo estrondoso correndo pelo palco! Se o cabo não tiver qualidade, com certeza ele vai quebrar, independente dos bons cuidados que se tenha.

 

 

 

O som da guitarra não depende dos cabos

 

Resposta: mito, mito e mito!

 

Já que citamos a qualidade dos cabos como tendo influência em vários aspectos, não podíamos deixar de citar que, sim, o som da suaguitarra sofre influência dos cabos! Todo o conjunto deve ser de qualidade, com afinação certa, manutenção, etc. Mas se o cabo for ruinzinho, ele pode captar sons externos, fazer ruídos e alterar os graves e agudos. Aí você toca uma música achando que está tudo certo, quando na verdade não…

 

 

 

Existem outros mitos e verdades sobre os cabos de guitarra, mas aqui apresentamos os principais deles. Aproveite e confira também as 7 características que um cabo flexível de áudio de qualidade deve ter.

2 comentários

  • damiao
    on 22 de setembro de 2018 Responder

    Confesso que esse artigo me ajudou muito, já perdi muitos cabos por falta de cuidado com eles

    • Autor
      Sparflex Fios e Cabos Especiais
      on 7 de maio de 2019 Responder

      Olá, Damião. Obrigado pelo seu comentário! Nossos artigos são criados justamente para ajudar músicos e amantes da música.

Adicionar comentário

© 2017 Todos os direitos reservados - SPARFLEX - Fios e Cabos Especiais ~ Desenvolvido por Toulouse Comunicação