Os 10 melhores baixistas de todos os tempos

25 de janeiro de 2018 por na categoria Áudio com 0 e 0
Home > Blog > Áudio > Os 10 melhores baixistas de todos os tempos

A revista Rolling Stone, uma das principais publicações sobre música – principalmente Rock – do mundo, publicou uma lista com os 10 melhores baixistas, de acordo com uma votação feita com seus leitores. Veja agora os escolhidos!

10. Victor Wooten

Wooten é o sucessor de Jaco Pastorius na banda Flecktones. Wooten tem um estilo mais divertido no baixo do que Pastorius, mas mantém toda a maestria de seu antecessor, com melodias intrincadas de jazz, e também arranjos complexos de R&B. Seus solos são de fazer cair o queixo da plateia!

Victor Wooten

9. Cliff Burton

Cliff tocou com o Metallica em apenas 3 álbuns, que são Kill ‘Em All, Ride the Lightning e Master of Puppets, mas foi o suficiente para que ele se tornasse uma lenda do baixo. Ele morreu em 1986, em um acidente na Suécia, durante uma turnê da banda.

Cliff Burton

8. Jack Bruce

A maioria dos músicos teria dificuldade em se destacar se eles tocassem em uma banda com Eric Clapton e Ginger Baker, mas Jack Bruce era tão talentoso no baixo que ele conseguiu com facilidade. Bruce começou sua carreira como baixista de jazz, mas mudou para o rock no início dos anos sessenta. Ele conheceu Clapton quando ambos tocaram no Blues Breakers de John Mayall, mas depois os dois formaram a banda Cream. Nos anos setenta ele tocou de tudo, de jazz, passando pela world music até o clássico.

Jack Bruce

7. Jaco Pastorius

Jaco Pastorius não é um nome tão familiar, mas pergunte a qualquer baixista e eles vão citá-lo como uma lenda praticamente sem igual. Pastorius começou sua carreira musical como baterista, mas uma lesão no pulso o forçou a mudar para o baixo. Ele rapidamente dominou o instrumento, ficando obcecado com o jazz. Nos anos setenta, ele era um dos baixistas mais procurados nesse campo, tocando com Weather Report, Joni Mitchell, Ian Hunter, Herbie Hancock e muitos outros. Ele lutou contra transtorno bipolar durante a maior parte de sua vida e morreu em 1982 depois de uma briga na Flórida. Ele tinha apenas 35 anos.

Jaco Pastorius

6. John Paul Jones

Antes de mesmo de se juntar ao Led Zeppelin, John Paul Jones já era considerado um dos melhores baixistas em toda a Inglaterra, tocando com Donovan, Jeff Beck, Cat Stevens e muitos outros. Quando ele formou o Led Zeppelin com Robert Plant, Jon Bonham e Jimmy Page, eles formaram um dos grupos de rock mais poderosos da história. Jones era, sem dúvida, a espinha dorsal de todo o som da banda. Em 2009, cansado de esperar que Robert Plant se comprometesse a fazer uma nova turnê do Led Zeppelin, ele formou o Them Crooked Vultures com Dave Grohl e Josh Homme.

John Paul Jones

5. Les Claypool

Les Claypool é um dos melhores baixistas de todos os tempos. Um de seus primeiros heróis foi Geddy Lee, do Rush. “Quando eu vi o meu primeiro show do Rush, passei o tempo todo assistindo as mãos de Geddy”, disse Claypool ao Bass Player Magazine. “Havia tantas coisas que eu não sabia, nem sabia que havia coisas parecidas com cordas arredondadas. Eu tinha um baixo Memphis sem mudar as cordas por um ano e meio, e aqui eu estava tentando soar como Geddy Lee e Chris Squire.” Anos mais tarde, ele desenvolveu a sua assinatura funky, que alimentou sua banda Primus e seu supergrupo Oysterhead, que ele formou em 2000 com o baterista do The Police, Stewart Copeland, e o líder do Phish, Tren Anastasio.

Les Claypool

4. Geddy Lee

Se o único papel de Geddy Lee no Rush fosse tocar baixo, ele já estaria incrivelmente realizado. O fato de ele fazê-lo enquanto canta e toca teclados prova que o homem é quase uma aberração da natureza. Poucos cantores na história do rock, e da música em geral, poderiam ter lidado tão bem com esse dever triplo. O grupo ocasionalmente flertou com a ideia de adicionar um quarto membro ao palco para aliviar a carga de Lee, mas eles sempre decidem que os fãs só querem ver os três membros do Rush no palco. Ele administra tudo tocando pedais de baixo durante as partes do teclado.

Geddy Lee

3. Paul McCartney

Paul McCartney recebe tanta atenção por sua brilhante composição com os Beatles que suas habilidades de baixista são muitas vezes ignoradas. Mas ouça as músicas dos Beatles e se concentre em suas partes de baixo, profundamente melódicas e impecáveis. Ele assumiu o papel relutantemente depois que o baixista original Stuart Sutcliffe morreu e ninguém mais queria assumir o seu lugar. Ele logo dominou, mas também se mostrou adepto de guitarra e bateria, como ele provou quando Ringo Starr desistiu brevemente durante as gravações do The White Album, de 1968, e Paul tomou seu lugar atrás do kit no estúdio com grande facilidade.

Paul McCartney

2. Flea

O baixista do Red Hot Chili Peppers, Flea, foi inspirado por baixistas no início da década de 1980, em Los Angeles, mas quando ele entrou em Bootsy Collins no meio dos anos oitenta e tentou o seu estilo “bofetada”, ele encontrou um som de assinatura. Ao longo dos anos, ele adotou um toque mais melódico, mas ele frequentemente volta a usar suas técnicas antigas. Em 2009, ele juntou forças com Thom Yorke no supergrupo Atoms for Peace.

Flea

1. John Entwistle

O vencedor óbvio dessa pesquisa foi John Entwistle, do The Who. Conhecido como Ox e Thunderfingers, Entwistle foi treinado no piano antes de mudar para o baixo. Ele criou um som poderoso e explosivo que muitas vezes ofuscava a guitarra da Pete Townshend. Seu solo em “My Generation” é provavelmente o solo de baixo mais famoso da história do rock. O The Who continuou após a sua morte súbita em 2002, mas falta o trovão de Entwistle no baixo.

John Entwistle

Adicionar comentário

© 2017 Todos os direitos reservados - SPARFLEX - Fios e Cabos Especiais ~ Desenvolvido por Toulouse Comunicação